Hospital Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba — Foto: Alessandro Batata/TV Diário


Taxa de ocupação total é de 77% na região.

A ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Alto Tietê estava em 77% nesta terça-feira (24), segundo os dados da Secretaria de Estado de Saúde.

Propaganda
  • MÉDIA MÓVEL: veja em que estados as mortes estão subindo, em estabilidade ou em queda

A situação mais complicada era a do Santa Marcelina de Itaquaquecetuba, em que os dois leitos de UTI estavam ocupados. Na enfermaria são 16 leitos.

O Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, tem 23 leitos de enfermaria e 10 de UTI. A lotação na UTI estava em 90%.

Já no Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos são 16 leitos de UTI e 12 de enfermaria. Na UTI, a ocupação é de 41,1%.

A Secretaria de Estado da Saúde ressaltou que as taxas variam no decorrer do dia em virtude de fatores como altas, óbitos ou transferências para leitos de enfermaria ou UTI, por exemplo. Também pode ocorrer redirecionamento de leitos para atendimento a pacientes com outras patologias, à medida que há menor demanda de casos do coronavírus.




A pasta mantém ainda um esquema especial de gestão de leitos hospitalares, para dar prioridade à internação de pacientes com quadros respiratórios agudos e graves, com suporte da Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde (Cross) para as transferências.

Facebook Comments