Bombeiro atira contra homem em Suzano — Foto: Reprodução

Depois de atirar, bombeiro foi baleado por policiais militares que passavam pelo local e viram ação, mas alegou que tinha sido assaltado. Mais tarde, ao ver imagens do local, polícia descartou versão e prendeu bombeiro por homicídio.

Vídeo mostra bombeiro atirando contra pedestre em Suzano, derrubando versão de assalto

Um vídeo feito por uma câmera de segurança na Rua Prudente de Moraes, em Suzano, nesta quinta-feira (3), derrubou a versão de um bombeiro de que ele tinha atirado contra um homem depois de uma tentativa de assalto.As imagens (assista acima) mostram que no momento do crime não houve roubo e que o bombeiro subiu com a moto na calçada para atirar contra a vítima e matá-la.

Propaganda

Ferido, o homem ainda tentou fugir, atravessando a rua, mas o bombeiro Ronaldo da Silva continuou atirando. A vítima, ainda não identificada, caiu antes de chegar ao outro lado da Prudente de Moraes e morreu no local.

As imagens também mostram quando dois policiais militares abordam o bombeiro depois de terem presenciado o crime. Na delegacia, os policiais contaram que viram um homem caído e o outro com a arma em mãos e que gritaram para o bombeiro largar o revólver, se identificando como policiais. Ronaldo da Silva, porém, não largou a arma e, por isso, os PMs dispararam. O bombeiro foi baleado.


Foi então que os policiais se aproximaram para desarmar Ronaldo da Silva, que se identificou como policial e disse que o homem morto era um ladrão.

O bombeiro foi levado para a Santa Casa de Suzano e, depois, transferido para o Hospital das Clínicas de São Paulo. Na bolsa dele, os policiais encontraram uma réplica de arma e munições de seu revólver. Já na mochila da vítima, nada ilegal foi encontrado e nem documentos que pudessem auxiliar na identificação.

A arma e a réplica do bombeiro foram apreendidas pela Polícia Civil. Já as armas dos policiais foram apreendidas pelo comando do 32º Batalhão.

Na noite de quinta-feira (3), o bombeiro seguia internado em São Paulo, mas teve a prisão decretada. Ronaldo da Silva vai responder por homicídio.

Fonte G1

Facebook Comments