Morador de rua estava em casa de madeira na Vila Sônia — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Segundo informações da PM, homem contou que foi levado ao local para ser morto, pois teria cometido um homicídio no início da semana. Um dos suspeitos do sequestro foi preso.

Um morador de rua foi resgatado em um cativeiro na noite desta sexta-feira (28) em Itaquaquecetuba. Segundo informações da Polícia Militar, ele contou que foi levado ao local para ser morto, pois teria cometido um homicídio no início da semana.

Propaganda

Os policiais chegaram ao endereço, na Vila Sônia, depois de receber a denúncia de que uma pessoa estava sendo mantida em cárcere. No local, ao passar por uma das casas, os agentes ouviram batidas na parede e pedidos de socorro.

Dentro do imóvel de madeira eles encontraram a vítima, um homem, que estava amarrado em um dos cantos. Ele teria dito aos policiais que vive em situação de rua e que foi sequestrado por ter matado um rapaz na madrugada de terça-feira (25).

A vítima também relatou aos policiais que um dos suspeitos fazia várias ligações telefônicas e que aguardava pela autorização de criminosos para matá-lo. No local também foi encontrada uma pistola e um colete balístico. Do lado de fora, havia uma enxada, uma cavadeira e um saco de cal.


Os policiais também relatam que um homem tentou fugir ao ver a polícia na comunidade e que chegou a se esconder em uma casa, onde quebrou seus celulares. No entanto, ele foi encontrado com a chave de um carro, que teria sido usado para transportar a vítima até o cativeiro.

Os celulares do suspeito foram localizados e, segundo a polícia, estavam de acordo com a descrição do sequestrado. O carro usado no crime também foi encontrado próximo à estação de trem Manoel Feio.

O suspeito foi levado à delegacia da cidade, onde ficou preso. A PM não informou se o morador de rua, que afirmou ter cometido um homicídio, também foi preso ou liberado.

Fonte G1

Facebook Comments